Tuesday, 7 April 2015

Noite de baile no Millerntor

Texto: Frank Mayers


Reza a lenda de que toda segunda-feira é cinza, feia e angustiante, e que o FC St. Pauli não tem sorte nos jogos que acontecem nesse dia. Mas a última segunda-feira, 06/04/2015, está ai para provar o contrario e o motivo disso? Houve um brilho em Hamburgo!!!


E este brilho não ficou por conta apenas da festa que a torcida do time fez lotando como sempre o Millerntorn (nota positiva: uma pequena parte da arquibancada nova já está liberada para a torcida), cantou e empurrou o time como sempre faz. Mas dessa vez não houve os rotineiros vacilos, nem os tenebrosos últimos 5 minutos que insistem em atrapalhar o desempenho do time no campeonato. Houve um grande futebol, houve vontade, houve entrega!

Diante de um adversário forte que havia feito 40 gols na competição e ocupava a sétima colocação, isso não assustou, muito pelo contrario, parece que serviu de incentivo para os nossos jogadores que foram pra cima desde primeiro minuto de jogo.


Com um toque de bola simples e rápido, e com boas tabelas, o Fortuna Düsseldorf sentiu a pressão e foi facilmente dominado, mas também o St. Pauli perdeu boas chances quando se afobava no último passe. O gol era questão de tempo e não demorou a sair. Em rápida troca de passes na intermediaria, a bola sobrou para Daube que com uma bela assistência achou Choi sozinho dentro da área e o estreante não decepcionou e fez um belo gol. Esse gol deu ainda mais força para o time seguir pressionando. Poucos minutos depois, Buballa cruzou mal uma bola e Choi aproveitou uma falha bizarra entre o goleiro e a zaga para ampliar o placar.




A partir desse momento o Fortuna Düsseldorf, que mal chegava com perigo ao gol, praticamente não fez mais nada no primeiro tempo. Enquanto o St. Pauli ameaçou demonstrar um certo cansaço, começou a segurar um pouco jogo e quando resolveu apertar fez o terceiro gol. Depois de uma rápida troca de passes a bola sobra dentro da área para Sobota, que com um chute fraco conseguir tirar bem do goleiro. 




Se o primeiro tempo foi bom, com placar de 3:0, o segundo foi ainda melhor! Logo no inicio um lindo gol de Buballa e a partir deste momento o time passou não apenas a jogar bem, mas a jogar com uma inteligência que não tínhamos visto ainda nessa temporada. Além de não correr mais nenhum risco até o fim do jogo, ainda deixou aquele gostinho de que 4 a 0 foi pouco. Certamente esta vitória deu uma grande moral na luta contra o rebaixamento.





O próximo adversário também será complicado, jogaremos contra o Karlsruher SC fora de casa, sexta-feira 10/04/2015, as 13:30 horário de Brasília.


DESTAQUES DO JOGO:

Kyoung-Rok Choi: o jovem coreano de 20 anos fez sua estréia e foi disparado o melhor em campo fazendo 2 gols e 1 assistência;

Waldemar Sobota: depois de um período machucado foi outro destaque bem positivo, jogou e lutou muito, puxou o time pra frente com passes muito bons e foi recompensado com seu primeiro gol;

Buballa e Daube: fizeram certamente o melhor jogo deles na temporada, acertaram muitos passes, ajudaram na defesa quando preciso.


ESCALAÇÃO:

St. Pauli: Himmelmann, Kalla, Gonther, Sobiech, Halstenberg, Kock, Daube (Alushi), Sobota, Kyoung-Rok Choi (Thy), Buballa,  e Verhoek (Nöthe) – Tec. E. Linen

F. Dusseldorf: Rensing, Schauerte, Bruno Soares (Lambertz), Tah, Schimitz, Bebou, Fink, Sérgio Pinto, Bellinghausen, Benschop (Erat) e Pohjanpalo (Liendl) – Tec. T. Aksoy

Gols: K. Choi (9' e 15'), Sobota (40') e Buballa (51')

Cartões Amarelos: St. Pauli - Gonther / F. Dusseldorf - Schimitz, Fink e Sérgio Pinto

Cartões Vermelhos: Nenhum

Árbrito: B. Cortus

Público: 22.854


Imagens: Site Oficial FC St. Pauli


1 comment:

  1. Foi um grande resultado mesmo, parabéns pelo texto e pelo rico relato. Felizmente voltamos a vencer e bem, que possamos manter a pegada e intensidade no decorrer da competição.

    ReplyDelete